Vai para três meses que Luanda está sem energia elétrica. Entretanto, há quarenta e dois anos os que governam por direito de sucessão apostam na diversificação da economia… sem energia eléctrica. E o fumo do gerador do banco millennium-atlântico na rua rei Katyavala mata-nos. Em Luanda, matar é facturar.

sábado, 5 de setembro de 2015

A EXTINÇÃO DAS CRIANÇAS



Três anos de vida entregues ao contentamento da morte das desumanas serpentes venenosas. No assédio diário do horror das crianças abandonadas à morte perante a conivência de um mundo governado por criminosos Esta civilização é a extinção das crianças. Estão tão vulneráveis aos mais atrozes sofrimentos e assassinato que tudo leva a crer que os psicopatas estão no poder para definitivamente as abater. 

(Imagem G1 - Globo.com‎)