quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

“ATENÇÃO PERIGO”


República das torturas, das milícias e das demolições
Diário da cidade dos leilões de escravos

Ano 2 A.A.A. Após o Apocalipse dos Angolanos.

É com este título de propaganda da Igreja Adventista do 7º dia, do fanatismo religioso que não fortifica o edifício Angola, muito pelo contrário, muito o enfraquece. O texto que se segue é demasiado elucidativo para Angola que é uma seara fácil para qualquer embusteiro agricultor plantar e nela nascerem ervas daninhas a que dizem ser santificadas pelo testemunho de Deus. Ou como em Angola se permitem actividades de desagregação do monumento nacional. Na verdade vos digo meus irmãos, que isto mais parece um atentado contra a segurança do Estado.
Até no bairro Palanca, em Luanda, há uma rua que é conhecida por rua das igrejas.
Quando a maldade impera tudo o que nos é querido desaba. Com árduo trabalho andámos a vida inteira a construir bem-estar para as nossas famílias, mas onde menos se espera surge um insensato que num ápice faz com que o edifício que construímos se desmorone. E as crianças que antes se sentiam seguras, começam a entristecer inseguras. E o exército de amigos que pensávamos ter, vamos ao seu encontro, em busca do seu auxílio, oh!, afinal são um exército de hipócritas. Quer dizer, sem saber, andámos a apoiar um exército de hipócritas, criámos um bando de monstros que como algozes devoram os nossos corpos. “Até tu Brutus!”E das pobres crianças abandonadas que não têm ninguém para lhes tomar conta, ninguém para as criar. Mais tarde os hipócritas dirão que a delinquência aumentou assustadoramente.
A fome também é uma solução final.
“ATENÇÃO PERIGO: este é um Aviso que lançamos para que o Caro Leitor, tome conhecimento de um Perigo eminente que está sobre si! Este é um aviso a nível mundial. Ezequeil3:19; Marcos 16:15-16. É um aviso que provém de uma fonte segura, digna de crédito e comprovada através de todos os tempos: SJo 5.39; Apocalipse 13. … de muitos acontecimentos que se têm concretizado no passado como o Dilúvio; etc. Amós 3:7; Jesus volta a esta terra e o mundo presente tem seu fim pelo fogo. Acaba o mundo de pecado e será substituído por outro, onde não haverá mais dor, nem clamor e a morte não existirá. As religiões de hoje não oferecem garantias de salvação. Muito em breve tudo terminará. OBS: Procure a Igreja Adventista do 7º dia mais próxima de si ou no seu bairro.”  
«Jason Chaffetz, congressista republicano que preside no Congresso na comissão que supervisiona os valores éticos, foi apupado em #Utah devido à sua opinião sobre as leis do ambiente e de planeamento familiar. O congressista informou o auditório que o Presidente Donald #Trump não é obrigado a respeitar as leis contra o Nepotismo e a Corrupção dos EUA, porque, como presidente, está acima da Lei.» (recebido via email from #USA) : (Onde é que já li isto?) E não foi dos States. (Eugénio Costa Almeida)
Quando jovens, e claro, inexperientes, cometemos erros porque não escutamos a experiência dos nossos pais ou dos nossos avós. Há quem prefira ir por aí na aventura de cabeça de vento e declarar que é com os nossos erros que aprendemos, quer dizer, temos que errar para aprender. Claro que este conceito do seguir em frente na estrada da vida da desgraça, essa estrada onde não se pode retroceder porque se segue a regra do: é preferível estragar as nossas vidas e as dos outros que nos são queridos, pais e avós, porque essas cabeças no ar descobriram o reino da pobreza mental. Mais tarde, esses erros pagam-se tristemente, tais erros pagam-se bem caros como se um raio nos fulminasse. Especialmente quando escolhemos uma mulher que pensamos ser aquela dos nossos sonhos, mas que depois descobrimos ser um horrível pesadelo. Sim, a mulher dos nossos sonhos é afinal um demónio, do qual nos arrependemos para o resto das nossas vidas. Por isso jovens, muita cautela porque os braços de tais mulheres são forcas nos nossos pescoços e nos nossos corações.
Um bom sacerdote serve para dizer aos crentes que o fim do mundo está próximo, e os crentes acreditam, porque esta é a função deles. Não é por acaso que é deveras importante manter de modo permanente um exército de analfabetos, pois sem eles o sacerdócio é inútil.
Está bom! Vida de otário é assim. Liberta-te do medo, da miséria, da fome e da escravidão. Se não te libertares agora dessa miséria e escravidão, depois não conseguirás, porque essas coisas são como um pântano de areia movediça que nos engole.
A notável realidade é que Angola está a formar um exército de anormais.
Ó vós que nos governais! Nós, famintos que pela lei da morte perecemos vos saudamos!
Ó república do tudo é vergonhoso e que a todos envergonhas.
Pronto, uma pessoa morre, choveu muito naquelas casas e na casa da mais velha não. Deu um rebuçado à criança, e culpam a mais velha de fazê-la adoecer, mas ela já andava doente. Vai daí acusa-se a anciã de feitiçaria, de culpada de todos os males que acontecem, ou se inventam. Os vizinhos enchem-na de pancadaria até desmaiar, despem-na, regam-na com gasolina, ateiam-lhe fogo, e pronto, aí temos a inquisição angolana em pleno funcionamento. Claro que as vítimas preferenciais para as fogueiras desta inquisição angolana da feitiçaria são pessoas indefesas. Idosos, idosas e crianças são as vítimas dos autos-de-fé. Esta é a maravilhosa aurora que nos espera, mais um projecto, mais uma aposta na nova vida.
Um povo subjugado, dominado pelo fanatismo religioso, na miséria e na fome vive feliz, porque isso até está na Bíblia, dizem. Tudo o que de mau acontece está na Bíblia. O Senhor está a vir aí, dizem, mas há mais de dois mil anos à espera Dele, e Ele não aparece. Não! Não! Ele há-de aparecer. E os incrédulos e os que não acreditam Nele, serão julgados, condenados e as portas do Inferno se abrirão e pelas suas chamas purificados serão. Mas que ditadura, hã! Vivermos e morrermos pela fome é a vontade de Deus. O que está escrito nas sagradas escrituras deve ser cumprido. Assim seja! O fanatismo é a lei que nos governa, que nos condena.
E esta! Aqui na banda, onde o vento faz a curva, uma eleitora já quase cinquentona, propagandeou que se a Unita ganhar as eleições, até as parabólicas nos vão tirar.
Aqui é proibido encontrar soluções para os milhentos problemas que nos afligem. Só há capacidade para criar problemas, somos peritos nisso, e é verdade adquirida que há uma grande capacidade para não resolver nenhum problema. Também sempre os mesmos a pensarem (?), com as engrenagens das caixas de velocidades gripadas, as ideias ficam bloqueadas porque é isso mesmo que se quer.
Tornou-se vulgar, só se ouve falar de mortandades, de pessoas assassinadas ou correlatas. O dia de amanhã apresenta-se pois muito lúgubre, de constante luto.
A quem gosta de viver na miséria, na fome, na escravidão, são gostos, e gostos não se discutem. E sob o comando do analfabetismo, unidos venceremos.
Pessoas que o único livro que leram foi a Bíblia, não dão para conversar porque são doutoradas em fanatismo, e esses são muito perigosos porque em nome da Bíblia tudo destroem porque acham-se mandatados por Deus para o fazer. Tais pessoas fanáticas são o nosso inimigo público número um.
Quem diz que anda protegido por Deus, e que num infortúnio, Deus não vai permitir isso, só pode ser com toda a certeza anormal, perito na loucura, porque o deus de Angola é o demónio.
Segundo a História Universal, quando uma família comanda e se apodera de um país, o destino final acaba em tragédia. Sublinho: está na História Universal.
Creio que no arranque do sistema operativo Windows, no lugar de “aguarde” deveria ler-se “espere para ver”.

upanixade@gmail.com