quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

DIÁRIO DA CIDADE DOS LEILÕES DE ESCRAVOS. DE 28 A 11 de Fevereiro de 2013


28 de Janeiro
A água diminui de regularidade, chega de manhã e acabou-se.
29 de Janeiro
A água está difícil, está, chega de manhã muito cedo, e não se demora.
Quem num Estado corrupto roubar milhões de dólares, é abençoado. E quem roubar uma vulgar garrafa de champanhe é torturado até à morte.
30 de Janeiro
São oito horas. Um jovem com cerca de dezoito anos vai na rua em passo rápido a gritar repetidamente: «Filho da puta, eu hoje mato o gajo!!!»
Hoje na Rádio Ecclesia senti o estômago dar-me voltas, porque falou do trabalho escravo das crianças. Já estou convicto que Angola é um Estado esclavagista porque permite à vontade que na província do Namibe crianças sejam utilizadas em trabalhos forçados. Na Província da Huíla as crianças são raptadas e utilizadas também por fazendeiros como trabalho forçado. Recordo-me que há pouco tempo foi denunciado que os chineses também utilizam a mão-de-obra escrava das crianças. Elas, as meninas, também são usadas como objectos de prazer sexual. É necessário mover uma grande campanha a favor dessas crianças denunciando o Estado escravocrata angolano. Temos que parar com isto imediatamente, antes que o flagelo domine toda a Angola, também pouco falta. Isto é trabalho da oposição, mas até agora não vi nada, e creio que nunca verei.
31 de Janeiro
Hoje nas torneiras do rés-do-chão, claro - porque a água há muito, muito tempo que não sobe – não pingou.
No prédio do ex/ministro das Finanças, José Pedro de Morais, no início da rua da Liga Africana, os brancos que lá residem, ficam seguranças à civil e com coletes à prova de bala, a protegerem-nos para que eles possam entrar e sair do edifício.
01 de Fevereiro
Com professoras assim, o que se espera do ensino?
A jovem mamã foi à escola privada de uma igreja para renovar a matrícula do seu filho de cinco anos, e a também jovem professora recorda-se muito bem da criança: «Ah! É a mãe daquele mulatito?!»
Pois, mas quando se suspende a igreja universal por sessenta dias pelos assassinatos cometidos, significa que os seus dirigentes podem continuar a matar à vontade, porque ninguém é preso? Apenas como condenação sessenta dias de suspensão. Quer dizer, em Angola os criminosos religiosos gozam da habitual total impunidade, porque o deus deles protege-os e a corrupção incentiva-os. Por isso matem à vontade porque os corruptos estão acima da lei.
02 de Fevereiro
Afinal a Guiné-Bissau tem mais generais que a Nigéria? Angola também, claro.
03 de Fevereiro
O sectarismo político destrói as pessoas, impede-as de conhecer, de ver a realidade. É como a religião pregada pelas igrejas que se dizem do Senhor, quando na verdade são do Inferno.
04 de Fevereiro
A luz acabou às 18.44 e teve a coragem de se acender às 23.20 horas.
Um Estado selvagem é aquele que é dirigido por carrascos que maltratam os seus cidadãos com selvajaria inaudita, e que apoiado por dirigentes estrangeiros, como Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal que: “a  importância para Portugal das remessas de portugueses a viver em Angola. No primeiro semestre de 2012, os imigrantes portugueses em Angola enviaram 147 milhões de euros para Portugal.” Sim, enquanto as remessas dos portugueses para Portugal crescem, a escravidão dos angolanos também cresce na mesma proporção, porque os acordos de Portugal são feitos com corrupção, e também porque só um Estado corrupto mantém estreitas ligações com outro Estado do mesmo nível.
05 de Fevereiro
Outro apagão, a luz abandonou-nos às 12.24 horas. A água da barragem de Kapanda secou outra vez?
06 de Fevereiro
A luz fez-se presente às 06.13 horas. Abandonou-nos às 10.04 e reapareceu às 11.05 horas.
Os cortes da energia eléctrica voltaram, estão sempre presentes, suponho que os chineses desviaram a água da barragem de Kapanda, que mais pode ser? Mas que tamanha imposição diabólica da miséria, a revelar que ninguém é capaz de resolver seja o que for, à bom africano? Como é que querem que isto funcione, se não tem estruturas de sustentação? Não vamos lá, estamos perdidos, o tal estamos entregues à bicharada, de conceituação já ultrapassada.
07 de Fevereiro
E lá nos desligaram a luz outra vez, a energia eléctrica, que disso não tem nada, evaporou-se às 00.49 e lembrou-se de nós às 01.10 horas.
08 de Fevereiro
Outro apagão nos caiu em cima às 22.28 e acendeu-se às 22.54 horas.
Um absurdo: A oposição, a tal de radical que o Minoritário adora etiquetar, mas que na realidade quem o é, sim, é ele mesmo o M, que até é mais do que isso, é extremamente fundamentalista, a oposição, lamenta-se a torto e a direito em tudo o que é fóruns, debates, comunicados, etc., que o M lhe bate a toda a hora, lhe arrebenta, lhe faz pouco, abusa, ri-se, desvia tudo o que é erário público e privado, arrasa casas, mata crianças, instituiu a violência com tal selvajaria que já nos aterroriza nos dias e noites, um Estado terrorista, esclavagista, mais etc., então: a oposição legalizou a fraude eleitoral ou não? Então, quem faz fraude eleitoral faz mais o quê? Tudo, é claro! Mas que oposição mais absurda!
09 de Fevereiro
Outra vez, sempre na mesma miséria eléctrica, roubaram-nos a luz às 10.04 e por acaso reacenderam-na às 10.52 horas.
Comprei um mouse, made in China, desconfiado, será que mais uma vez?!, e logo depois de instalado foi para o lixo. É que ao mover o ponteiro, abria tudo, eu encerrava, fazia ESC, mas quando o movia voltava a abrir janelas à toa. Enfim, tal como ainda quem nos governa, que juntamente com a China, nos fornecem lixo. Mais um exemplo: as torres, computadores de secretária, quando se liga o cabo de alimentação nas traseiras, não têm espaço suficiente, não têm profundidade para inserir a ficha, então, ao mínimo toque desliga, liga, faz faísca e lá se vai a fonte de alimentação, o UPS, o monitor, a tomada, risco de incêndio. Não comprem nada made in China, é só prejuízos e... mortes.
Outra vez, parece um intenso tiroteio, são 21.18 horas, numa zona densamente povoada, parece vir de um prédio na zona da Pizzaria Bella Napoles, na rua que dá acesso à Embaixada de Portugal. Inicialmente sente-se pânico, preocupação porque recomeçaram os tiroteios em Luanda. Mas não, é mais um fogo de artifício, incrível não é?, isto está mesmo descontrolado, à mercê de um qualquer escravocrata petrolífero. Já não restam dúvidas, Angola é apenas mais um país africano, sem rumo, sem sentido. África está perdida, e os seus povos continuam escravizados por pessoas que nunca saberão, nunca serão governantes.
10 de Fevereiro
Afinal sobre o bruto tiroteio em Luanda, e que colocou em pânico muita população, o mistério já está decifrado: foram os chineses que lançaram fogo-de-artifício para comemorarem o ano novo chinês. É que o rebentamento desses engenhos explosivos ACONTECEU EM VÁRIOS LOCAIS DE LUANDA, e também em Viana. Significa dizer que houve "tiroteio" por toda a Angola. Pergunto: finalmente escravos dos chineses? Como é possível uma coisa destas num país civilizado (?). Eles fazem o que querem, Angola é deles, dos estrangeiros. E o número de escravos angolanos para os servirem aumenta a todo o momento.
11 de Fevereiro
Quantos escravos mais morrerão hoje, torturados nas plantações de Angola?
Será que Angola tem já as condições necessárias para a criação da milenar profissão de caçador de escravos?
SOS. UM ESTADO ESCRAVOCRATA E DE DEPORTAÇÕES EM MASSA. HÁ 34 DIAS E NOITES que o banco millennium Angola mata crianças na rua rei Katyavala, em Luanda. Espoliou o terreno e instalou potente gerador nas traseiras do prédio com a rede eléctrica a funcionar normalmente.

Na foto da makaangola.org o campo de escravos no bairro Mayombe, Cacuaco, arredores de Luanda, mostra que as deportações de populações ainda continuam, num regime que se intitula de democrático e que venceu (?) as eleições por maioria absoluta.