quarta-feira, 9 de outubro de 2013

República das Torturas. Luanda é uma sirene toda desconjuntada




29 a 31 de Agosto de 2013. Diário da cidade dos leilões de escravos
29 de Agosto
Mas que cidade mais de pernas para o ar, porque nela só se escuta o intenso barulho de sirenes noite e dia. E por isso mesmo, Luanda é uma sirene toda desconjuntada, ferrugenta, anarquizada. O Poder que nos sustenta garante-nos que as sirenes são o maior pólo de desenvolvimento económico e social. E que sem Estado policial não é possível desenvolver, proporcionar o bem-estar necessário às famílias do… Poder, porque as outras são para prender.
As populações do Sul de Angola bem podem morrer de fome, porque o transporte dos bens alimentares foi suspenso porque as Forças Armadas Angolanas estão em exercícios militares, e as aeronaves participam dos exercícios.
E entre JES e Deus não existe nenhuma diferença. É que quem os criticar cai-lhes em cima uma saraivada de raios e coriscos.
Este é o reino onde os militantes geram corrupção e dela nasce informação, poetas e escritores. 
O jornalista angolano do Club-k, José Gama, está proibido de sair de Angola porque republicou notícias da imprensa portuguesa que não são do agrado da PGR. Mas, por exemplo, os corruptos, os malfeitores portugueses e chineses, esses saem à vontade, ninguém os chateia. Qual é dos governantes que não cometeu uma actividade passível de actuação da PGR? E saem à vontade. Deixem de perseguir os angolanos. O prometido fornecimento regular da energia eléctrica foi sol de pouca dura, pois estamos outra vez no descalabro, a brincar ao desliga e liga da luz. E os causadores desta desgraça também saem à vontade de Angola. E os génios do descalabro económico e social da população, e os das máfias estrangeiras e nacionais organizadas que accionam os mecanismos da corrupção da invasão de Angola – os portugueses estão aqui para formar quadros, transmitir experiências, ou para roubar os nossos empregos, é que qualquer um consegue empregar-se - então isto não é considerado crime de segurança e incitação à violência, uma vez que é isso que acontece, e que brevemente, já é, será imparável? E os seus autores navegam por aqui à vontade, e também não estão proibidos de saírem de Angola. E os inocentes que morreram na falsa actividade religiosa – o holocausto do 31 de Dezembro – que mais parece outro governo da Universal, os seus autores também saem muito à vontade quando querem e lhes apetece, pois estão protegidos pelo reino de Deus, eles estão acima de Dele..
D'jamila Cruz no Facebook: Sei de determinadas repartições em que a partir de uma determinada hora desligam o servidor e ficam "sem sistema". Assim podem sair e ir tratar dos Business.
Há países que teimam em falar de energia eléctrica quando na verdade se trata de uma coisa que ainda é extremamente difícil de se assim lhe chamar. E enquanto nos confins de África essa coisa persistir muitos e longos tempos, é assim que acabamos de sofrer mais um rude golpe, um atentado. A energia eléctrica liquida-nos. 
Todos os jornalistas que amiúde recebem notificações para prestarem declarações na DNIC-Direcção Nacional de Investigação Criminal, esses são os bons jornalistas. Os outros não são jornalistas, são manobradores de diversão, fazem do jornalismo um jogo de futebol ou de basquetebol e agora de hóquei em patins. E há também os jornalistas que jogam nos dois lados, na oposição e na corrupção.
Ó multidões adormecidas despertem! Desculpem lá mas eu não perco tempo com coisas lúdicas, isso do desporto a toda a hora, porque querem que me distraia, não vou na conversa. É que essas coisas são como a religião da maiuia, servem para nos entorpecer o cérebro. Entretanto, festeja-se, vibra-se com o basquetebol e no Sul de Angola e noutras áreas morre-se de fome. E logo a seguir vem o hóquei em patins. Isto no fundo é como uma mamã que amamenta o seu bebé para de seguida o adormecer.
Nuno Castelo. Em, Portugueses em Angola. Facebook
A Real Transfer permite um envio máximo até 5000 usd por nacionais. Meu conselho seria arranjar 2 nacionais de confiança, dirigir-se com eles à Real Transfer para enviarem o dinheiro ( eles como nacionais podem enviar o valor em Kwanzas - nós Estrangeiros apenas podemos enviar em USD ) - mas lembre-se que nas taxas e cambio, deverá perder aproximadamente 300 a 500 euros ( dependendo da taxa e cambio em vigor no dia!)... esta continua a ser a melhor solução para se enviar dinheiro para fora de Angola. Boa Sorte! … Não creio que seja possível fazer isso. Os Bancos estão autorizados a fazer transferências no valor semelhante ou inferior ao do declarado em contrato. Enviar um valor acima do que está declarado, creio que já não seja possível... a não ser que tenha conhecimentos e amizade com algum gerente de banco, que lhe possa facultar um apoio nesse sentido.
No dia 28 de Agosto tive mais uma visita de um apagão às 11.34 e que zarpou às 13.21 horas.
Mais um aniversário do nosso ilustríssimo pensador – o filósofo das nossas vidas – aquele que sem ele não teríamos absolutamente nada. Fomos obrigados a mais um sacrifício humano, a imolação das nossas vidas à escuridão perpétua, à guerra química dos geradores. É gás por todo o lado, cortejo de mortes silenciosas. E a misteriosa energia eléctrica foi-se outra vez às 13.30 e pouco depois restabeleceu-se como que por magia às 13.56 horas. E mais uma vez se endemoninhou às 15.14.
Num estado normal tudo funciona, e num Estado anormal nada funciona. E há quem diga que o mundo se divide em países civilizados e incivilizados. Que seria de nós sem a Europa e os EUA?
Em Angola todos os balanços são positivos, e quais são os negativos?
Os que morrem em nome da Igreja são santificados, mas os que morrem pela fome e gaseados nunca o serão.
E enquanto o grande chefe comemora o seu aniversário – dêem lhe tudo o que ele merece – vamos morrendo de fome, e no próximo aniversário quantos de nós o festejaremos?
E como um fantasma a luz acendeu-se às 16.13 e às 16.15 voltou para o inferno. Às 16.35 acendeu-se, um minuto depois desapareceu. E parece que veio não se sabe por quanto mais tempo às 17.18 horas.
Imaginem o mundo comandado pela Rússia, China e Irão. Um mundo onde qualquer opositor será gaseado, um mundo maravilhoso, a terra prometida.
E do que mais necessitamos é estádios desportivos, santuários e casas militares para que de acordo com as leis da divina providência se organizarem os tão necessários eventos, pois sem eles este país move-se nas areias movediças.
Eles têm muita razão, senão como será possível vender geradores? É que além do assédio sexual também há assédio dos geradores. E assim mais outra vez um apagão morreu às 09.47 e nasceu às 10.22, ressuscitou às 11.06 e para a tumba se foi às 11.54 horas.
Este mundo é terra de ninguém.
Eu estava convencido que um palácio lhes chegaria, afinal querem mais?
30 de Agosto
Isto não é um Estado democrático e de direito. É um Estado do direito da perseguição aos democratas.
Nem só pela boca morre o peixe, pois o anzol pesca-o em qualquer parte do corpo.
Não tenhamos ilusões: o que se passa na Síria é outro 27 de Maio.
Isto é que é a santa paciência: há por aí tanta e tanta gente – multidões – há muitos e muitos anos à espera que Deus chegue. Claro que Ele nunca chegará, mas mesmo assim não arredam pé, sempre na imorredoura espera Dele, há dois mil novecentos e treze anos. Santa paciência!
Se os partidos políticos não conseguem reverter uma única situação anómala de JES-MPLA, pergunto-lhes: para que servem os partidos políticos? Para despistar a paisagem? Será possível que ainda não repararam que JES-MPLA não vai em conversas? Onde estão os outros métodos de luta? Não têm noção do que é isso?
31 de Agosto
Há muitos e largos anos que temos muitos projectos para resolver os problemas da juventude. Não é à toa que encetámos e continuamos nessa nobre e árdua tarefa do diálogo abrangente com a juventude para sabermos quais são os seus problemas, porque em quase meio século nunca o conseguimos e achamos que agora é chegada a altura. Os jovens têm que compreender que as coisas demoram muito a fazer. Não é pegar num dos projectos que compõem a montanha nacional – sim, a catadupa de projectos é uma grande montanha, e nunca sabemos por qual deles começar. Está-nos no sangue. Normalmente começamos por aquele que nos dá mais garantias, a mais-valia da corrupção - e resolver já. Não, isso demora tempo e os jovens têm que ser pacientes. De qualquer modo já se notam bons resultados, a juventude já vive melhor, está muito contente porque já têm acesso à habitação, ao crédito bancário, enfim, já tem acesso a muitas coisas que antes não tinha. Esta juventude até é mesmo muito sortuda, pois o Estado preocupa-se imenso com ela. Para ganharem acesso às novas regalias que o Executivo apresenta, claro que tem que se filiar no partida da vanguarda da juventude, o MPLA.