quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Sem oposição é incondicional rendição







O Ocidente ensinou-nos a antiga corrupção
E o chinês a moderna corrupção e poluição
Quando eles estão doentes, no desalento
Nas clínicas do Ocidente vão em tratamento
Em todo o lado há corrupção
Nos regimes corruptos não
Quanta mais corrupção
Mais riqueza nesta Nação
Um punhado de corruptos é campeão
Do último suspiro desta população
Neste país é só campeonatos
E nas vitimas da seca, maus-tratos
A galope, a galope vai a destruição
De Angola nada resta, só corrupção
As receitas petrolíferas com eles estão
E para nós a miséria, a maldição
Sem chineses e portugueses seriamos uma tristeza
E quem é que nos salva da extrema pobreza?
Os portugueses furam
Os chineses fissuram
Toda a gente diz que há corrupção
Eles, como anjos, dizem que não
Confiámos neles, nos que lutaram (‘?)
Afinal, eles nos atraiçoaram
Quando jovens acreditamos na revolução
Mas mais tarde, nos revolucionários não
Para cada revolucionário o seu milhão
Para cada manifestante a sua prisão
E aqueles que na verdade lutaram
Eles os abandonaram
Enquanto tanta corrupção aqui morar
Os seguidores da justiça vão aumentar